Sinfronio Lima

Sinfronio Lima

Artista multicultural, mistura de ator, cantor e escritor, desde a década de 90 participa do cenário cultural paraibano, sempre com muita criatividade. Criou a Banda Omelete, que tem mais de 20 anos de carreira. Tornou-se Facilitador de Biodanza Sistema Rolando Toro em 1996. Desde então tem proferido palestras sobre Qualidade de Vida, Terapia do Riso e temas correlatos.

Publicado em 11/10/2017 16h13
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Caminhos para o Autoconhecimento

Nos dias de hoje, é difícil encontrar pessoas que não estejam preocupadas com a própria saúde.

Um contingente cada vez mais numeroso sabe que é preciso se aceitar, gostar de si mesmo e procurar se conhecer.


Sim, o autoconhecimento é fundamental. Somente em contato com a própria identidade, é possível se aceitar e mudar o que for preciso para seguir o caminho do equilíbrio, que pode levar à saúde e à felicidade.


Existem caminhos que levam ao autoconhecimento através da mente. São filosofias de vida, manuais de conduta, estudos sobre comportamento, livros de autoaujuda, etc.


Há caminhos espirituais que levam ao autoconhecimento. Por exemplo, a doutrina e a liturgia religiosa, com seus ritos e dogmas, podem levar as pessoas a um crescimento espiritual.


Também há caminhos de conhecimento a partir do corpo. A dança, as diversas modalidades de ginástica, os esportes, levam a pessoa a desenvolver sua vida e melhorar a saúde num nível corporal.


Dentre os muitos caminhos para o autoconhecimento, quero chamar a atenção para a Biodanza (a palavra, no idioma espanhol, se escreve com z, mas pronuncia-se Biodança).
Apresentada pelo chileno Rolando Toro (1924-2010) na década de 60, permite o autoconhecimento nos níveis cognitivo, espiritual, corporal e emocional. É, portanto, uma das abordagens mais completas, e que propicia uma rápida mudança de estilo de vida.

 


tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

> LISTAGEM DE ARTIGOS