Lindinalva Ramalho

Lindinalva Ramalho

Lindinalva Ramalho, Psicóloga Clínica, especialista em Saúde da Famíla, Coach de Relacionamentos, e proprietária da FinoAmor – Agência de Namoro & Matrimônio. Realiza atendimento a solteiros que desejam um relacionamento saudável e duradouro, e aconselhamento conjugal para casais em crise.

> ARTIGO

Publicado em 05/05/2015 13h09
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Tempo ou dinheiro: o que mais você investe na sua família?

Na primeira metade do século XX, mais precisamente, nos anos 40, aconteceu o boom dos noticiários, do humor e das novelas nas rádios brasileiras. Em 1950, foi inaugurada a primeira emissora de televisão brasileira, TV Tupi, em São Paulo.  No mesmo ano, o Brasil foi campeão do mundo, surgiu a Bossa Nova...

               

A partir daí, os programas de auditório das rádios e a TV lideraram a diversão e o entretenimento das famílias brasileiras.

                Dando um salto de pouco mais de meio século, ficamos boquiabertos com o fantástico avanço tecnológico no Brasil e no mundo! Consequentemente, esse avanço replicou nos campos da saúde, educação, ciência, comunicação, diversão e entretenimento...


                Hoje, é difícil fazermos a separação de um instrumento laboral de adultos, ou de aparelhos de diversão e entretenimento de crianças e adolescentes. Crianças e adolescentes usam para “brincar e se divertir” os mesmos objetos que os seus pais utilizam para trabalhar e “ganhar dinheiro”. Contudo, uma coisa ainda não mudou: a interação entre pais e filhos!!! Nas horas das refeições ou de lazer, por exemplo, crianças e adultos, embora “juntos”, dividindo o mesmo espaço físico, seja em casa ou nos restaurantes, nos momentos sagrados da alimentação, estão mais distantes do que outrora, quando a mesa não era lugar de crianças, pois estas comiam mesmo era na cozinha!!!!


                Hoje, além da extensa carga horária de trabalho, não é o rádio ou a televisão que separam pais e filhos! A tv, como só havia uma para atender as necessidades de todos da família, e ficava na sala, o ponto central das casas, até unia todos para assistirem as novelas ou os noticiários. Isso era no meu tempo! Bem diferente dos dias atuais! Os aparelhos de celular, com os seus variados nomes, e o avanço tecnológico que lhes foram atribuídos: ipod, ipad, iphone, smartphone, tablete, etc., são objetos pessoais, particulares; atender uma ligação no celular do outro, pode ser considerada uma “invasão de privacidade”!!! Pode?!?!?
              
E você...! Será que essa não é a sua realidade? Isso só acontece na casa do “vizinho”?


                Se tempo, para você, é dinheiro, se o seu tempo vale ouro, que tal investir mais “tempo”, literalmente, na sua família? Pois, posso te garantir que, para os seus filhos, alguns momentos de descontração com dedicação integral, sem a presença de rádio, tv, celulares, e todos aqueles “ipods” da vida, darão muito mais alegria e belas recordações para o dia em que vocês já não poderem mais estar juntos!!!!! 

Dica que vale ouro:


                Pais, saiam do Facebook, do twitter,  stagran, whatsapp, ou seja, desliguem o computador e os celulares e
achem um “tempinho” para brincar com os seus queridos e amados filhos! Pense nisso!

Eu sou Lindi Ramalho e desejo a você um ótimo dia das mães!


tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share