> NOTÍCIA

Publicado em 16/02/2017 19h54
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

PBGás registra crescimento do uso do gás natural no segmento das lavanderias

A utilização do gás natural vem crescendo no segmento das lavanderias paraibanas que buscam mais eficiência, comodidade e economia no processo de aquecimento da água e secagem de roupas.

A utilização do gás natural vem crescendo no segmento das lavanderias paraibanas que buscam mais eficiência, comodidade e economia no processo de aquecimento da água e secagem de roupas.  Os empreendimentos mais modernos têm procurado a Companhia Paraibana de Gás (PBGás) atraídos pelas vantagens do gás natural canalizado, a exemplo do fornecimento contínuo e da economia em relação à energia elétrica.

A Lavanderia Via Sul de Manaíra foi a primeira a instalar o gás natural em novembro de 2011 na Paraíba e, de lá pra cá, já são sete funcionando com o gás natural. De acordo com o gerente de Mercado residencial e comercial da PBGás, Renato Vilarim, as empresas estão migrando para o gás natural por fatores como o fornecimento contínuo, sem a necessidade de reabastecimento, o que é mais adequado e ágil para os empreendimentos que precisam fornecer diariamente para hotéis e hospitais. “O mais importante é perceber a satisfação do cliente ao iniciar o consumo, já que está comprovado que o gás natural aumenta significativamente a rentabilidade e a qualidade dos serviços de um empreendimento comercial”, observou.

O empresário Aluísio Apolinário, da Lavanderia Via Sul, classificou a comodidade e a economia proporcionada pelo gás natural canalizado como diferencial do combustível. Ele adiantou que estará abrindo uma nova e moderna lavanderia este ano no Altiplano e já acionou a PBGás para aderir ao gás natural. “É muito mais cômodo administrar uma lavanderia sem a necessidade de antecipar o reabastecimento como no gás a granel. Em mais de 6 anos de uso do gás natural não tivemos nenhuma interrupção do abastecimento, o que é importante para atendermos a grandes clientes como hotéis e hospitais”, avaliou.         

Uma das lavanderias que utilizam o gás natural para a secagem das roupas é a que funciona no Holanda’s Prime, empreendimento residencial e comercial de alto padrão, localizado em Tambaú. O diretor da construtora Holanda, engenheiro Tales Souto, afirmou que as expectativas da utilização do gás natural estão sendo superadas no aquecimento da água fornecida e principalmente do processo de aquecimento da água e secagem, já que a roupa sai quase sem dobras ou amassada, e a economia chega a até 50% em relação à energia.

 

Secom PB


tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share