> NOTÍCIA

Publicado em 20/03/2017 00h00
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Empresas de hospedagem e alimentação debatem novo modelo de cobrança fiscal

O evento foi considerado um passo à frente pelos executivos convidados

Por Assessoria

O processo de mudança do modelo de cobrança fiscal a partir do próximo ano tem trazido uma série de dúvidas para as empresas de todo o Brasil. Por isso, tem sido fundamental a abertura de diálogo para buscar entendimentos e, sobretudo, orientação e conhecimento para que não haja incorreções.

 

Na Paraíba, o Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação, de João Pessoa, promoveu na quarta-feira (15) o Workshop Contábil - Contabilidade em Prática, reunindo especialistas da área para fazer uma imersão no assunto e, principalmente, para tirar todas as dúvidas pertinentes.

 

O evento reuniu em um fórum único e pioneiro no país representantes da Receita Estadual, Adquirentes, Software House e TEF Houses 50 dias antes da Portaria entrar em vigor para debater o tema, mostrando o compromisso com o Estado em atender a Legislação e ainda oferecer a oportunidade de conhecer todas as demandas e soluções disponíveis no mercado e que nem os técnicos do Governo conheciam.

 

O Workshop trouxe um aprofundamento de questões como a aplicabilidade da TEF (Transferência Eletrônica de Fundos) - sistema que permite transações financeiras de forma eletrônica, em meio a um processo de mudanças do modelo de cobrança fiscal. Uma das questões mais polêmicas será a proibição do sistema de POS (Points of Sale) sem integração com sistema de automação da empresa, que atualmente é o meio mais utilizado pelos estabelecimentos nos pagamentos com cartões.

 

O evento foi considerado um passo à frente pelos executivos convidados, que revelaram que ainda não tinham presenciado um workshop deste porte e com a participação intensa dos empresários e contabilistas das empresas filiadas ao sindicato. “Houve realmente um comprometimento muito grande de todos que estiveram no evento, pela importância dos temas debatidos, mas, sobretudo, pelo compromisso do sindicato junto a seus associados”, disse Graco Parente, presidente licenciado do SEHA-JP.

 

Graco Parente também destacou o interesse e participação da Receita Estadual no workshop, por ter se colocado à disposição para ouvir a categoria de Hospedagem e Alimentação, aceitando, inclusive, algumas sugestões apresentadas durante as palestras e discussões. “Isso é um marco de amadurecimento da relação entre as duas pontas. Nunca havia ouvido falar em nada nesse sentido”, comemorou o empresário.

 

O diretor do Bureau Contábil, Rogério Fernandes, afirmou que o workshop realizado pelo SEHA-JP é de grande importância pelos temas abordados e pelo conhecimento que as pessoas que atuam na área podem absorver das palestras. As mudanças na forma de tributação tem sido uma preocupação de todos no país e, segundo ele, é necessário que todos fiquem atentos para as pequenas armadilhas que podem ser criadas a partir de então.

 

Foi à unanimidade a opinião dos participantes de que o evento trouxe à luz um assunto extenso e muito delicado, além de ter sido importante pelo fato de terem conhecido algumas tecnologias disponíveis. Muitos do setor de delivery, até então, admitiram não saber operar as novas exigências, e saíram do workshop muito satisfeitos com o que aprenderam. Na opinião da maioria, a Receita Federal não tem sido flexível quanto à data limite de implantação dos novos sistemas.

 

Para o empresário Delano Tavares, o Workshop teve uma “qualidade fora do comum” num momento em que se fala de reformas e desafios decorrentes das mudanças de legislação. “O sindicato tem acertado em promover esses debates com questões que interferem diretamente junto à categoria”, apontou Tavares.

 

Rodrigo Barros, gerente do setor de empresas do banco Santander, seguiu a mesma linha de raciocínio de Tavares, ao enfatizar que o país vive um momento de mudanças que mexem diretamente em questões tributárias e novas soluções tecnológicas. Antonio Sabóia, gestor de produto da Rede, reforça a necessidade desses diálogos e diz que todos precisam estar atentos para aproveitar as oportunidades de soluções oferecidas em questões de logísticas da Rede.

 

Participaram do workshop: Fábio Roberto Silva Melo (Auditor Fiscal - Receita Estadual); Marx Fernandes Gusmão (Gerente Executivo -  Receita Estadual); Luciana Madruga (Diretora Executiva - Sicoob); Juliana Paiva (Especialista de Negócios - Sicoob); Antonio Fernandes Saboia Neto (Gestor de Produtos - Rede); Túlio Gambogi (Coordenador de Produto - Rede); Valeska Moreira (Especialista em Adquirência - Getnet); Wegilla Cristina (Especialista em Adquirência - Getnet); Rodrigo Barros - Gerente - Santander); Pedro Ivo de Araújo Gomes (Analista de Negócios - Phoebus);  André Luiz Lima Figueiredo (Desenvolvedor - Phoebus); Fernando Fernandes (NTK Solutions); Marcus Varandas Filho (Diretor Executivo - Mvarandas); Túlio Gambogi (Gestor de Produtos - Rede); entre outros.

 

Assessoria de Imprensa

Fonte: Assessoria de Comunicação

tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share