> NOTÍCIA

Publicado em 10/07/2017 12h00
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Caminhos do Frio em Areia atrai público de mais de 15 mil pessoas

O evento na cidade foi coordenado pela Associação de Turismo Rural e Cultural de Areia (Atura) em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e com o apoio dos patrocinadores

A Rota Cultural Caminhos do Frio chegou ao fim do primeiro roteiro turístico do Brejo da Paraíba. A programação na cidade de Areia terminou neste domingo, 9, e a organização calcula que um público superior a 15 mil pessoas participou da festa durante os sete dias. Todos os cerca de 700 leitos de hospedagem foram ocupados durante todos os dias e os hotéis de outras cidades do circuito também registraram a presença de pessoas hospedadas para visitar Areia.

A cidade registrou temperaturas de até 16º no último dia do festival e 17º na abertura. Nos demais dias, a temperatura ficou sempre em 18º. Além disso, o tempo variou de modo que o visitante conseguiu contemplar a completa névoa nos dias mais carregados, e ainda apreciou o belo por do sol por sobre a mata que circunda a cidade nos dias mais quentes.

O evento na cidade foi coordenado pela Associação de Turismo Rural e Cultural de Areia (Atura) em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e com o apoio dos patrocinadores. “Foi um evento muito positivo do ponto de vista econômico e, principalmente, para a consolidação do circuito e do protagonismo de Areia no turismo local”, destacou o prefeito João Francisco. Agora a Rota segue para a cidade de Pilões.

SHOWS - Mais de 20 atrações musicais se apresentaram no palco principal, montado na praça central, e também no Colégio Santa Rita. Entre as principais atrações estiveram a cantora Lara Amélia, filha de Flávio José, o grupo Frente Trovadora, o artista Chico Limeira, os músicos locais, como Tinho e Gusthavo Ribeiro, e os grupos da cidade, como a Orquestra Rural Vó Maria e a renomada Orquestra Voo Livre. Os shows arrastaram a maior concentração de público nas noites frias do inverno na cidade.

OFICINAS – A realização de oficinas foi um atrativo à parte durante esta edição do Caminhos do Frio porque possibilitou aos turistas e visitantes a atividade do turismo de experiências, aprendendo com artistas locais a desenvolver certas habilidades, e ao mesmo tempo possibilitou aos moradores aprender com professores de fora novas atividades. Foram ministradas oficinas de iniciação teatral, cinema e teatro, dança holística, decoupagem, pintura em tela, pintura em tecido, grafite, colagem, papel machê, confecção de jardineiras para flores e fabricação e degustação de cachaça. Excetuando a última oficina, todas as demais incluíram crianças entre os participantes, abarcando este público e possibilitando tempo aos pais para visitar os demais atrativos e pontos turísticos da cidade.

EXPOSIÇÕES – Duas exposições de arte marcaram esta edição. A mostra “Caminho das Cores” expôs onze telas do artista plástico Zéllo Visconti confeccionadas especialmente para o roteiro. As telas coloridas buscavam romper com o clima esmaecido do inverno. O artista produziu com arte colagem de guardanapos aspectos da cidade de Areia como a história, a vegetação, os casarões e o mestre das artes Pedro Américo, filho da cidade.

A outra exposição, intitulada “Pintar um galo para o mestre”, levou dezenas de quadros do pintor Tito Lobo. Além do trabalho já produzido, ele realizou uma oficina com alunos de escolas municipais de Areia e juntos eles pintaram um painel representando a pintura do galo feita por Pedro Américo, quando ele ainda era criança na cidade de Areia, da qual não se tem nenhum registro.

FEIRAS – Durante a semana foram realizadas várias feiras no Caminhos do Frio. A feira gastronômica apresentou o melhor da culinária local com pratos, caldos e bebidas adequadas para o clima frio, além da tradicional cachaça produzida na cidade. A praça central também abrigou a feira de artesanato, que comercializou os artigos produzidos na região em vários estandes montados sob tendas na rua. Houve ainda degustação dos conhecidos doces locais como atrativo. Por fim, a feira de antiguidades reuniu centenas de quinquilharias de colecionadores até de outros países e atraiu dezenas de pessoas.

PONTOS TURÍSTICOS – Durante a semana, os horários dos principais pontos turísticos de Areia foram estendidos. Várias programações foram realizadas no Casarão José Rufino, dando vida ao prédio histórico de arquitetura oitocentista. O Teatro Minerva, primeiro da Paraíba, teve a fachada revitalizada para que os visitantes pudessem registrá-lo, enquanto o trabalho de recuperação da parte interna não termina. Os museus também foram abertos, inclusive com encenação de atores para interagir com o público e uma programação específica nos engenhos centenários da zona rural foi realizada para que os turistas pudessem conhecer estes espaços. O Engenho Triunfo, por exemplo, registrou a visita de até 500 pessoas em um único dia.

SARAU E LIVRO – O clima favorável à literatura fez com que fosse realizado um sarau poético com poesia, música, dança e pintura, regado a vinhos e queijos. Além disso, a programação abriu espaço também para o lançamento do livro “40 anos no ar” do repórter da TV Globo Francisco José.

ESPORTES – Além de todos os atrativos culturais, os visitantes também puderam desbravar de atividades esportivas em Areia. Foram realizadas a trilha ecológica da Mata do Pau Ferro, um passeio ciclístico pela vasta área rural da cidade, uma trilha de jeep, passeio a cavalo e apresentação de grupo de capoeira.


Diretoria de Comunicação
Prefeitura Municipal de Areia

 


tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share