Onaldo Queiroga

Onaldo Queiroga

Juiz de Direito, Escritor, grande admirador das obras de Luiz Gonzaga, nascido na cidade de Pombal (PB), mora e exerce o cargo de Juiz de Direito atualmente na capital João Pessoa.

> ARTIGO

Publicado em 25/08/2017 11h14
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Sons da vida

São muitos os sons que chegam aos nossos ouvidos durante o percurso da vida. Alguns oriundos da natureza, outros provenientes do homem. Uns são estridentes, inquietam a alma, causam ansiedade e estresse. Já outros são suaves, acalmam o espírito, tranquiliza-nos.


Os sons que emergem das grandes metrópoles não nos fascinam. A poluição sonora advinda do trânsito é algo que incomoda, provoca ânsia e desassossego. Já no campo, o som é tênue e afetuoso, aquieta a alma, fazendo com que o tempo caminhe mais docemente.


Cada ser humano se afeiçoa a um determinado tipo de som. Somos daqueles movidos a música. Logo que acordamos passamos logo a ouvir canções, preferencialmente, músicas instrumentais, de toque bem suave. Elas nos acompanham também quando estamos trabalhando, seja preparando despachos, sentenças ou mesmo escrevendo textos literários ou jurídicos. Trazem serenidade, equilíbrio e inspiração, parece que nos permite sair do nosso corpo e flutuar por templos de relaxamentos.


Sei que alguns acham que esse tipo de som, como também aqueles tidos como românticos e boêmios, podem causar tristeza e nos levar a um estágio de taciturnidade. Mas, conosco funciona diferente, pois, por exemplo, sob o som instrumental de Nando Cordel, os dias são mais fáceis e tranquilos. O Poeta de Ipojuca-PE, consegue com seu som adentrar em nosso espírito e no remanso das notas musicais espantar temores e angustias que o tormentoso mundo do terceiro milênio nos impõe, de vez em quando. Ouço também canções internacionais, antigas e atuais.


Sou amante do forró, xote, xaxado, coco e baião, enfim, desses ritmos do balaio Nordeste, pois contam a nossa história e, incrivelmente, mesmo com um tom melancólico, nos permite dançar com alegria nos terreiros da vida. A boa música é alimento espiritual e nos faz bem!


tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share