> NOTÍCIA

Publicado em 25/08/2017 20h02
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Hospital realiza transplante de orgãos e médicos reforçam importância da doação

Para muitas pessoas, o transplante é o único meio de sobreviver ou minimizar o sofrimento. "Autorizar a doação do órgão de um familiar é encontrar forças

A doação de órgãos e tecidos é de extrema importância para quem está na fila de espera. O assunto foi abordado nesta sexta-feira (25) durante entrevista coletiva sobre o transplante de fígado realizado no dia 15 de agosto no Hospital Alberto Urquiza Wanderley. 

Para muitas pessoas, o transplante é o único meio de sobreviver ou minimizar o sofrimento. "Autorizar a doação do órgão de um familiar é encontrar forças. É transformar um momento de muita dor, em um momento de vida para uma outra família”, disse o cirurgião do aparelho digestivo Cássio Virgílio Cavalcante de Oliveira, chefe da equipe que fez o transplante de fígado, ao enfatizar a importância de doar órgãos para salvar vidas. 

O transplante de fígado, por exemplo, é um dos procedimentos mais complicados a que uma pessoa pode ser submetida. “Esse procedimento é delicado pela gravidade do paciente. Por isso, o risco de mortalidade na espera pelo órgão é maior do que o pós-operatório.”, afirmou o médico.

O número baixo de doadores também é fruto da falta de informação da população. Durante a coletiva, a coordenadora da Central de Transplantes da Paraíba, Gyanna Montenegro, esclareceu que a família não precisa ter receio quanto à doação. "A doação pode acontecer quando há morte cerebral. Não existem casos de reversão de morte cerebral. Além disso, o corpo do ente querido é entregue à família dignamente, totalmente reconstruído”, disse

ESTRUTURA COMPLETA

Para que uma cirurgia desse porte seja realizada com sucesso, a unidade hospitalar tem que ter uma estrutura completa. E é o que o oferece aos seus clientes o Hospital Alberto Urquiza Wanderley, referência em alta complexidade na Paraíba. Além de transplante de fígado, a instituição está credenciada junto ao Ministério da Saúde para realizar transplantes de coração e de rim.

Unidade da rede própria da Unimed João Pessoa, o Hospital dispõe de um moderno Centro Cirúrgico, seis unidades de tratamento intensivo, uma equipe médica e multidisciplinar com os melhores profissionais. "O Hospital  é o único do Estado Acreditado com Excelência, um certificado que atesta atendimento com segurança e humanização ao paciente", destacou o gestor de Serviços Hospitalares da Unimed JP, Norberto de Castro Nogueira Filho.

O Alberto Urquiza é pioneiro em realização de transplantes na Paraíba. Desde o primeiro, já são 96 procedimentos realizados, sendo 68 de fígado, 17 de rins e 11 de coração. “Nosso Hospital e nosso corpo de profissionais estão preparados para receber mais procedimentos como estes. Mas, precisamos que as pessoas se conscientizem e doem”, disse a gestora clínica Alexandrina Lopes.

TRANSPLANTE DE FÍGADO

No dia 15 de agosto um aposentado de 63 anos, que há dois anos lutava contra uma doença no fígado, recebeu um órgão saudável através do transplante. A cirurgia, realizada por uma equipe de 10 médicos, foi considerada um sucesso e concluída em seis horas. O paciente recebeu alta no dia 22 de agosto, após passar um período na UTI, procedimento indicado após um transplante.

 

Fonte: Imprensa UnimedJP

 

Publicidade:

 


tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share