> NOTÍCIA

Publicado em 04/09/2017 19h42
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Segurança pública é tema de debate na Câmara da Capital

Alto índice de violência, valorização da corporação e déficit de pessoal foram alguns dos temas

Por Damião Rodrigues

O alto índice de violência, o atual déficit de efetivos, a necessidade de convocação dos 360 concursados da Polícia, o reconhecimento e a valorização dos Policiais Militares foram alguns dos assuntos debatidos na audiência pública sobre segurança pública que aconteceu na tarde desta segunda-feira (4), na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP).


Lucas de Brito (PSL) destacou que a discussão foi um pedido da Associação dos Militares Estaduais da Paraíba e do Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiro Militar da Paraíba. O vereador apresentou vídeos com imagens da ação de diversos assaltos nas ruas da Capital paraibana, entre elas da ação em frente a uma escola, que resultou na morte do segurança Fábio Alves de Lima, na última sexta-feira (1), para retratar a ousadia dos meliantes e alegou que se instalou um caos na segurança pública da Capital paraibana.


“O efetivo da Polícia está deficiente, enquanto avança o alto índice de violência em nossa cidade à falta de efetivo policial e de valorização da categoria por parte do Governo do Estado. Não se faz segurança pública somente com viatura, com delegacias, com armamento. Faz-se valorizando os trabalhadores da segurança”, argumentou o parlamentar. Ele ainda defendeu o armamento da Guarda Municipal e sugeriu, também, para o combate à criminalidade, o fortalecimento dos recursos humanos do setor de segurança pública com a efetivação de 350 concursados aprovados e habilitados.


A mesa de trabalho foi composta pelo propositor da discussão e pelo vereador Carlão (PSDC), que secretariou os trabalhos; o deputado estadual Janduhy Carneiro (Podemos); o comandante da Guarda Civil Municipal, José Silvino Figueiredo; o presidente do Clube dos Oficiais da Paraíba, coronel Francisco de Assis; representante da Associação dos Inativos da Polícia Militar da Paraíba, Coronel Maquir Alves; o presidente da Associação de Sargentos e Subtenentes da Polícia Militar, Tenente Marcílio Braz; a representante da Associação das Esposa e Mães de Policiais da Polícia Militar da Paraíba, Zoraide Gouveia; os representantes do Movimento dos Inativos e Pensionistas da Polícia Militar, Sargento Ronaldo Ponciano e Tenente Inaldo da Saúde; o representante da Câmara Municipal de Campina Grande o vereador Sargento Neto (PRTB); o comandante do Corpo de Bombeiros da Paraíba, Coronel Rodrigues.


Outras impressões


O deputado Janduhy Carneiro comentou que a crise na segurança pública está sempre sendo debatida mas as providências não são tomadas e lamentou a finalização da Operação Manzuá que fiscalizava as fronteiras do Estado. O vereador Sargento Neto falou que ver com grande preocupação o que está acontecendo na Capital paraibana, que é o retrato de tudo que acontece por toda Paraíba.


Já o representante da Associação dos Inativos Maquir Alves pediu um minuto de silêncio pelos cem policiais mortos no Rio de Janeiro e por Fábio Alves de Lima, segurança baleado na sexta-feira (1º) quando reagiu ao flagrar um assalto em frente a escola onde trabalhava.


O presidente da Associação dos Oficiais, Francisco de Assis, destacou que o objetivo principal da audiência pública era compartilhar com a sociedade pessoense a problemática da segurança pública da Paraíba. “Este é um momento muito importante para nossa Paraíba e para uma categoria que tem mais de 185 anos a serviço da sociedade. Vamos sair com um documento que retrate as dificuldades da nossa categoria na realização de suas funções para entregar ao Governo do Estado da Paraíba”, disse.


Todos os outros que tiveram a palavra na tribuna da Câmara cobraram o reconhecimento e a valorização da categoria; a dignidade de direito; pediram a melhoria do que seria “o pior salário do país”; a “mobilização do povo brasileiro para cobrar atenção à segurança pública; a implementação da gratificação de risco de vista e a criação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) da Polícia Militar da Paraíba.


Na ocasião, o vereador Lucas de Brito, o Major Vieira e o Tenente Mousinho receberam a Medalha do Mérito Major Clodoaldo Monteiro da Franca, pela atenção dispensada da Polícia Militar da Paraíba. Também prestigiaram a discussão a vereadora Helena Holanda (PP), a deputada estadual e vereadora licenciada Eliza Virgínia (PSDB); além de diversos Policiais Militares que lotaram as galerias da Casa.

 

Fonte: Secom/CMJP

tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share