Onaldo Queiroga

Onaldo Queiroga

Juiz de Direito, Escritor, grande admirador das obras de Luiz Gonzaga, nascido na cidade de Pombal (PB), mora e exerce o cargo de Juiz de Direito atualmente na capital João Pessoa.

> ARTIGO

Publicado em 13/09/2017 13h35
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Bela e enigmática

Encantadora e misteriosa. Ilumina as noites, quebrando a escuridão do sono dos homens. Amante dos boêmios, irmã dos violões, dos seresteiros e da poesia. Banha de prata as águas terráqueas e, de quando em quando, se mete na frente do Sol, gerando um eclipse magnânimo.

Sua beleza sempre foi enigmática, instigando a curiosidade dos homens, fazendo emergir mil ideias sobre sua verdadeira estrutura física. A Lua, é realmente um satélite natural da terra? Antes do homem pisar na lua, cientistas, como Isaac asiomov, da Universidade de Boston, já  suscitava que a Lua não era natural, mas sim um satélite artificial, colocado propositadamente na órbita terrestre, por alguma inteligência de outro mundo, sendo oca e constituindo uma grande nave.

São muitas as histórias relatadas por povos antigos sobre o tempo sem a Lua, até que a que hoje ilumina nossos céus, veio e revelou-se. Na Índia falam dessa época solar, do Yugas, que se comunicavam telepaticamente com tudo que tivesse sopro de vida. Já os xamãs Zulus, da ancestral África do Sul, diziam que a Lua era oca e lar de seres com aparência reptilianas, os quais trouxeram a Lua para o nosso céu. Os sumérios, mesopotâmicos e gregos repetem esses registros. Parece loucura, mas não podemos descartar nenhuma teoria, pois se ainda temos muito a conhecer do nosso próprio planeta, imaginem o quanto pouco sabemos da imensidão dos céus.

Quando a Apollo 12 pousou na Lua (1989), ao se chocar com o solo, estranhamente, as ondas de choque do impacto fizeram com que a Lua soasse como um sino, uma reverberação que durou quase uma hora, aumentando a suspeita de que Lua é oca. E o que há na face oculta da Lua? Difícil saber, pois o olhar do homem até hoje só conhece um lado da Lua. Só sei que a Lua é enigmática, mas ao mesmo tempo infinitamente bela!


tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share