> NOTÍCIA

Publicado em 30/01/2018 12h07
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Ambev “faz pilantragem e age de má-fé” deixando de patrocinar o Projeto Folia de Rua de última hora

Desabafo é do presidente do projeto, Raimundo Nonato Batista (Bola), que desde novembro aguardava um posicionamento da empresa

Por Fatospb

O presidente do projeto Folia de Rua, Raimundo Nonato Batista (Bola), denunciou que a empresa Ambev, detentora das principais marcas nacionais de cervejas, a exemplo da Skol, Brahma e Antárctica, desistiu de última hora, após meses de promessa, de patrocinar o principal evento pré-carnavalesco do Brasil sob a alegação de que o documento que a direção do projeto detém não dá o direito de exclusividade.

Segundo Bola, a Ambev “enrolou” a direção do Folia de Rua por meses. “Fizeram uma verdadeira pilantragem, agindo de má-fé, levando com a barriga até a última hora, para evitar que uma outra cervejaria patrocinasse o evento. Desde novembro que a direção da Ambev havia nos garantido que a parceria existente continuaria este ano. Mas ficaram empurrando com a barriga e faltando apenas 14 dias para o início da folia, eles alegaram que não iam mais patrocinar o evento porque o decreto que tínhamos não dava a eles a exclusividade na venda das cervejas nos blocos filiados ao projeto”, lamentou Bola.

O advogado da prefeitura contestou e eles ficaram de  uma resposta. “Ficaram de dar um retorno dizendo qual o valor do patrocínio que poderiam dar, mas até hoje não deram nenhuma resposta. Agiram de má-fé para não dar tempo hábil da gente procurar uma oura cervejaria que assumisse o patrocínio”, revelou.

Na manhã desta terça-feira, 30, faltando apenas dois dias para a abertura do Folia de Rua, o presidente Bola disse estar com o evento prejudicado em quase 50%, por causa da desistência da Ambev. Ele revelou ao Fatospb que entrou em contato com a Itaipava e está aguardando uma resposta positiva, apesar da direção da empresa ter adiantado que por ter sido contatada em cima da hora, a possibilidade de patrocínio total estava prejudicada.

Nota da redação – Como manda o bom jornalismo e primando pela boa informação, em respeito aos leitores/internautas, a redação do Fatospb entrou em contato com a Ambev em João Pessoa para comentar a denúncia. A informação que obtivemos com a telefonista do número 3041-5603 é que não existe uma assessoria de comunicação na Paraíba, apenas em São Paulo, e que quem poderia falar sobre o assunto seria o departamento de marketing em João Pessoa, mas que no momento da nossa ligação, às 10h30, todos os supervisores de marketing estariam em rota (contatos externos) e só no final da tarde poderiam nos atender.

O espaço está aberto para a Ambev dá a versão dela pelo fatospb@gmail.com ou pelos fones (83) 98826-4620 e (83) 99615-9163.

 

Fonte: Redação

Comentar

Bookmark and Share