> NOTÍCIA

Publicado em 06/02/2018 00h00
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Antonio Barros e Cecéu serão homenageados nas Muriçocas do Miramar

Desfile acontece nesta quarta-feira de fogo, 7, saindo da Praça das Muriçocas em direção a Tambaú

Por Sheilla Martins

O casal Antônio Barros e Cecéu compositores de grandes sucessos da música popular brasileira são os homenageados da 31ª festa do bloco Muriçocas do Miramar que desfila com o estandarte na Avenida Epitácio Pessoa assinado pela artista plástica Karina Oliveira.

Considerado o maior bloco de arrasto na semana pré-carnavalesca do Brasil, chegando a reunir mais de 450 mil foliões, a dupla de sucesso se apresentará ao lado da cantora MAYRA filha do consagrado casal.

Em entrevista, Maurício Burity, presidente da Funjope, falou da parceria de suma importância para capital paraibana: “O bloco se confunde com a história da folia de rua feita em João Pessoa. A parceria chega para dar ainda mais brilho à festa popular, feita pelos milhares de foliões que trazem alegria e descontração às ruas da cidade”, disse.

Todos os anos o bloco Muriçocas do Miramar, comandado pelo mestre Fuba, reúne uma multidão concentração, que acontece na Praça das Muriçocas, no bairro de Miramar, a partir das 19h.

SOBRE ANTONIO BARROS E CECÉU

O divisor de águas na história da música regional para o internacional


Quando Antonio Barros e Cecéu se encontraram em 1971, desde então formaram uma parceria no trabalho musical e no amor.Passaram a compor juntos e se tornaram um casal de sucesso. Levantando a bandeira de uma forte expressão artística nocompanheirismo do dia a dia, essa dupla se transformou num paradigma da cultura popular brasileira, pois nesse decorrer são cerca de novecentas músicas gravadas pela maioria dos intérpretes brasileiros, alcançando popularidade até no exterior, onde tambémsuas músicas foram gravadas na Itália, Espanha, Portugal e Israel.

Homem Com H, Por Debaixo Dos Panos, Bate Boração, como também as famosas Procurando Tu, Casamento Da Maria, Sou OEstopim, Amor Com Café, Forró Do Poeirão, Forró Do Xenhenhém, Óia Eu Aqui De Novo; são algumas das canções que fazem partedo acervo de músicas autorais dessa dupla e gravadas por expressivos nomes da MPB como Ney Matogrosso, Elba Ramalho, Dominguinhos, Gilberto Gil, Alcione, Ivete Sangalo, Fagner, Gal Costa, MPB-4 e os saudosos Jackson do Pandeiro, Luiz Gonzaga eMarinês.

Esses artistas consagrados que fazem parte da realidade e da história da música, conseguiram romper a regionalidade sem perder osotaque. Na capital paulista, onde residiram uma longa temporada desde 1995, o casal apresenta seus shows com classe e charmeatravés de seus inúmeros sucessos. Pelo Nordeste nas festas juninas a dupla consegue fazer o seu público cantar cada música de seu repertório completamente autoral. “A história e a música de Antonio Barros e Cecéu se mantém sempre em atividade. Exemplodisso é encontrar regravações e releituras de nossas músicas feitas por uma nova geração de artistas, não somente de artistasregionais, mas muitas vezes de artistas pops e DJs de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais que constantemente estãocultivando a nossa obra.” (Disse Antonio Barros)

 

ANTONIO BARROS SILVA "Antonio Barros"

Nasceu em 11 de Março de 1930 na pequena cidade de Queimadas na Paraíba. Filho de Severino Barros da Silva e Luiza Rodriguesda Silva, estudou no Grupo Escolar José Tavares e a maior parte de sua infância foi vivenciada na zona rural. Quando sobrava tempopara brincar, costumava pegar uma lata vazia de 20 litros, colocava a cabeça dentro, batia do lado de fora com as duas mãos, fazendo ritmo, enquanto cantava para ouvir sua própria voz com efeito reverberado.

Aos dezenove anos de idade foi trabalhar como músico tocando pandeiro na rádio Caturité em Campina Grande-PB. Aos vinte anos, mais ou menos, foi para Recife-PE e na rádio Tamandaré deu continuidade ao seu trabalho como músico pandeirista. Foi nessamesma época que escreveu sua primeira música e conheceu Jackson do Pandeiro, o qual se tornou um grande amigo do artista, apoiando-o na vida profissional.

A partir daí começou a gravar suas primeiras canções profissionalmente com Jackson do Pandeiro, Genival Lacerda e ZitoBorborema. Logo depois foi para o Rio de Janeiro e desenvolveu ainda mais seu ambiente no meio musical, onde passou a gravartambém com Luiz Gonzaga, Marinês, Trio Nordestino e tantos outros.

Estando em Recife em meados da década de 50, Antonio Barros acompanhando o sucesso do Rei do Baião, Luiz Gonzaga, compôsESTRELA DE OURO, e num dos shows do artista na cidade, Antonio Barros foi se apresentar a ele, e lhe mostrar a música, de temaconveniente ao momento da carreira de Luiz Gonzaga. Pois conta: “Reinado e coroa, tudo isso o baião me deu. Estrela de ouro nomeu chapéu, roupa de couro e gibão. Como um milagre caído do Céu, fizeram-me Rei do Baião...”

Quando Luiz Gonzaga começou a se consagrar ainda mais, dessa vez, gravando xaxado, fazendo emergir das escondidasmanifestações populares dos cangaceiros a dança que contagiou o Brasil no final dos anos 50, a maioria dos artistas passaram agravar o ritmo xaxado.

Luiz Gonzaga já não era mais o único com a novidade. Foi então que Antonio Barros, compôs a música ÓIAEU AQUI DE NOVO, também de tema coerente com o que se passava em sua carreira, pois a letra diz “...Eu vou mostrar pra essescabras que eu ainda dou no couro. Isso é um desaforo que eu não posso levar. Óia eu aqui de novo- cantando.  Óia eu aqui denovo- dançando.  Óia eu aqui de novo- mostrando, como se deve xaxar.” Essa foi gravada pelo Rei do Baião no disco intitulado pelomesmo nome da música gravado em 1967. Regravada por Gilberto Gil, o texto poético dessa obra também foi alvo de uma das questões do Enem em linguística.


MARY MACIEL RIBEIRO "Cecéu"

Nasceu em 02 de Abril de 1950 na cidade de Campina Grande, na Paraíba. Filha de Severino Lourenço Ribeiro e Maria MacielRibeiro, estudou no colégio São Vicente de Paulo, bem próximo de sua casa no bairro do Catolé. Costumava ir à escola cantarolandovárias músicas que gostava de ouvir no rádio às tardes enquanto trabalhava na mercearia de secos e molhados de seu pai.

“Mariêta ta, Mariêta ta, Mariêta ta, entalada com cajá...”, essa era uma das músicas que gostava de cantar, nem sabia que era umacomposição de Antonio Barros que mais tarde viria a ser seu companheiro na vida e na profissão. Nem mesmo sabia que viria seguira carreira musical. No entanto Cecéu já produzia textos poéticos desde a adolescência.

Durante toda sua infância apreciou a arte musical, acompanhava as notícias e as canções de seus artistas favoritos como Dalva deOliveira, Ângela Maria, Demônios da Garôa, entre outros. Assim, influenciada pelo romantismo dominante dessa época, juntamente com Antonio Barros, vieram a compor ora juntos, ora separados, e foi que começou sua carreira profissional ao lado do parceiro musical e marido Antonio Barros.

Todo esse romantismo gerou o grande hit Bate Coração, até hoje uma das músicas mais solicitadas e usadas em campanhas publicitárias. Vieram em seguida Amor Com Café, Forró do Xenhenhém também gravadas pela Elba e Alcione e pela própria Cecéu e recentemente escolhida no The Voice Kids pela artista concorrente Eduarda Brasil para se apresentar na escuta aos jurados, gerando uma audiência fantástica pelas respostas e comentários das redes sociais.

Desabafo é também umas das canções de muita repercussão desde 1982 para públicos de todos os gostos, tendo sido regravada em ritmo eletrônico pelo artista brasiliense Fiakra, https://www.youtube.com/watch?v=gncoEj5kRLs , clipe lançado há quatro dias e com mais de doze mil visualizações orgânicas.

MAYRA- De Maíra a MAYRA BARROS em NEWDESTE

Maira Barros Silva “Mayra” nasceu em João Pessoa- Paraíba. Já tendo morado em São Paulo, Rio de Janeiro e recentemente em Brasília, onde foi representante de umas associações que compõe a gestão coletiva dos direitos autorais musicais.
O  sobrenome “Barros” de registro, como também vem do berço é pelo fato de ela ser filha do consagrado casal Antonio Barros e Cecéu, cantores e autores da maior parte dos clássicos das festas juninas do Brasil e também responsáveis por músicas que ultrapassaram as barreiras do regional, sendo regravadas em Israel, Espanha, Portugal além de outros países. Algumas dessas autorias são as obras: Procurando tu, Homem com H, Por debaixo dos panos, É proibido cochilar, etc.
Mayra sempre fez e faz shows com os pais, ou sozinha, e o seu show é o forró autêntico, o que mais ela costuma enfatizar é que não é show de forró, mas sim da autêntica música nordestina, pois o que é forró atualmente fica difícil a identificação diante de tantas confusões que fizeram com a cultura nordestina musical rotulando outros estilos como forró. A música nordestina está no seu sangue, no seu DNA, até porque veio de um berço rico ouvindo a confecção de um repertório que compôs a história da música popular brasileira.

Mayra Gravou seu primeiro CD em São Paulo pela gravadora holandesa Sum Records, intitulado MAÍRA, nele, ela fez sua declaração de amor a esses ritmos nordestinos como xote, baião e xaxado. Esse álbum foi produzido pelo maestro Zé Américo, quem tem uma longa história de produções com Elba, Alcione, Rita Ribeiro, entre outros artistas da música popular brasileira. Em São Paulo desde os dezenove anos, ela milita nos palcos cantando a verdadeira música nordestina.


No mais recente CD, que foi lançado em 2008 num primeiro momento, em suporte físico CD, o álbum NEWDESTE, Mayra veio com dez músicas de Antonio Barros e Cecéu que já foram gravadas em roupagem nordestina, inserindo essas obras que podem e devem aparecer no cenário do que há de mais moderno na realidade universal da música eletrônica.

 
Esse álbum é de um ritmo dançante com sonoridade influenciada pela black music, dance music e com duas canções lentas, convertidas antes dos ritmos xote, mostrando ao público que as obras de Antonio Barros e Cecéu se vestem com qualquer ritmo. Vale destacar o reggaeton Mulher e babado (música de trabalho), gravada primeiramente por Zinho que foi de Os 3 Do Nordeste. Nas redes sociais a atividade do NEWDESTE com Mulher e babado já está dando o que falar porque ela vem com uma letra de que a mulher tem que se valorizar e por isso ela mesma não se troca por ninguém.

NEWDESTE está disponível em todas as plataformas digitais, ou seja, Mayra está no mercado digital e mais recentemente lançou seu mais novo single, chamado CHAMEGUINHO (Antonio Barros e Cecéu) produzido por Charles Bem na Califórnia, Estados Unidos. Segue em anexo o áudio do single.

Em Verdade ou não e Botão de Rosa, as canções lentas mencionadas, Mayra se entrega com sua característica em voz macia, envolvente e principalmente com sua emoção expressada na poesia das músicas.

No palco, Mayra é alegria contagiante, interage com a banda e com o público, é o momento que se consagra a sagrada missão divina da música, tratando sua arte de forma saudável, acrescentando amor, autoestima, vida e motivação. Acessem: https://www.youtube.com/watch?v=XYNzFiHwp1o 
 
Acesse:

http://www.antoniobarrosececeu.com/

http://www.mayrabarros.com/

Fotos: Reprodução/divulgação.

Fonte: Assessoria de Comunicação

tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share