> NOTÍCIA

Publicado em 10/03/2018 20h45
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Após chuvas, Petrópolis deve receber verbas na próxima semana

O ministério ainda aguarda um laudo técnico da prefeitura para "precificar" a dimensão dos investimentos necessários

Atingida por fortes chuvas esta semana, a cidade de Petrópolis, no Estado do Rio, deve receber recursos do governo federal já na próxima semana.

O ministro Helder Barbalho, da Integração Nacional, sobrevoou hoje (10) as áreas atingidas com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e afirmou que técnicos da Defesa Civil Nacional já estão dando suporte aos servidores municipais.

"Temos condições de liberar já na próxima semana esses recursos a partir da alimentação do Sistema Nacional de Defesa Civil", afirmou ele. Explicou que o trabalho está sendo realizado em duas frentes: restaurar a normalidade na cidade e fazer obras de recuperação da infraestrutura danificada ou destruída.

O ministério ainda aguarda um laudo técnico da prefeitura para "precificar" a dimensão dos investimentos necessários.

Chuvas causam morte de criança

Uma criança de 7 anos morreu e uma mulher ficou ferida na última quinta-feira com as fortes chuvas que atingiram o distrito de Posse. Em 24 horas, o índice pluviométrico acumulado foi de 137 milímetros. A chuva causou deslizamentos e interditou estradas.

Diante dos problemas, o ministério reconheceu a situação de emergência no município, que foi publicada no Diário Oficial da União da sexta-feira (9).

A medida permite à cidade pedir recursos da União para ações de resposta (socorro, assistência às vítimas e restabelecimento de serviços essenciais) e reconstrução de áreas públicas danificadas. A vigência da situação de emergência é de 180 dias.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, também visitou a região atingida pelas chuvas.

Ele destacou que o Congresso deve adotar medidas para acelerar a chegada de recursos a Petrópolis: “Estamos sempre com os prefeitos do Rio ajudando e dando aquilo que a gente pode colaborar.  E o que for necessário ser aprovado no Congresso, como abertura de créditos para as obras de recuperação da região, vamos fazer. O mais importante é que os recursos cheguem mais rápido à Região Serrana” disse.

 

 

Fonte:Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil


tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share