> NOTÍCIA

Publicado em 12/03/2018 12h16
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Fenactur orienta agentes de viagens a não venderem passagens aéreas da Latam

Por Fatospb

O presidente da Federação Nacional de Turismo (Fenactur), Michel Tumas Ness, emitiu uma carta aberta ao trade turístico conclamando todos os agentes de viagens do Brasil a não venderem passagens aéreas da Companhia Aérea Latam, pelo fato dela estar fazendo concorrência desleal. “Desse modo, caracterizada a prática desleal e a flagrante afronta aos princípios comerciais que devem nortear as relações comerciais, particularmente aquelas que devem prevalecer entre os chamados “parceiros de negócios”.., Diante de tamanha afronta só nos resta conclamar a TODOS os Agentes de Viagens para que deixem de vender passagens da CIA LATAM, afinal de conta existem outras Cias. Áreas que cobrem os mesmos os destinos ofertados por ela", diz trecho da carta,

Leia abaixo a íntegra do documento enviado pela Fenactur aos agentes de viagens na última segunda-feira, 5 de março:


CARTA ABERTA AO TRADE TURISTICO

Como todos sabem, sem o árduo trabalho dos AGENTES DE VIAGENS com certeza muito dos roteiros turísticos (nacionais e internacionais) não existiriam e tampouco vários seguimentos de trade turístico tampouco teriam se tornado realidade.

Acontece que os AGENTES DE VIAGENS, embora sendo um dos grandes responsáveis pelo sucesso alcançado no crescimento das viagens aéreas, afinal de contas boas partes das vendas de passagens aéreas são feitas por intermédio de agências e agentes de viagens, estão sofrendo represálias, e porque não dizer, traídos por várias Cias. Aéreas, as quais, sorrateiramente e maneira desleal, acabam adotam práticas que alijam os agentes de viagens do mercado, pois disponibilizam a venda de passagens – por valores inferiores ao de mercado – e, o que é pior, muitas vezes concedendo descontos absurdos.

O exemplo mais recente disso veio através das LATAM. Ela publicou em seu canal eletrônico um anuncio com o seguinte teor:

“Olá .....
Só no site latam.com e nas lojas LATAM Travel, você compra suas passagens com vantagens. E para você aproveitar muito mais benefícios, oferecemos um desconto exclusivo para comprar em nossos canais: voe para Belém (BEL) com até 20% de desconto, saindo de qualquer cidade do Brasil. Para voar de 9/3/18 a 10/05/18” (negrito e destaque nosso).

Desse modo, caracterizada a prática desleal e a flagrante afronta aos princípios comerciais que devem nortear as relações comerciais, particularmente aquelas que devem prevalecer entre os chamados “parceiros de negócios”, aliado ao fato de que, no mínimo, deve prevalecer ética e respeito concorrencial é que nos causa espécie em saber que uma Companhia Aérea Internacional do quilate da LATAM, a qual se arvora no direito de adotar práticas comerciais, mediante anuncio em seu sítio eletrônico, conclamando aos consumidores para que adquiram passagens áreas diretamente naquele canal eletrônico, em flagrante desrespeito e prejuízo ao trabalho que é feito por mais de 25.000 AGENTES DE VIAGENS espalhados pelo território nacional é que leva a FENACTUR, como Entidade Sindical Nacional, legítima representante das Agencias e Agentes de Viagens Nacionais, a se posicionar, deixando claro que não compactua com tamanha atrocidade, para não dizer outra coisa.

Diante de tamanha afronta só nos resta conclamar a TODOS os Agentes de Viagens para que deixem de vender passagens da CIA LATAM, afinal de conta existem outras Cias. Áreas que cobrem os mesmos os destinos ofertados por ela.

Vamos reunir forças e demonstrar, não só a importância do trabalho dos AGENETS DE VIAGENS, mas, também, a necessidade de respeito à lealdade concorrencial e a tão propalada “parceria comercial”.

Nesse contexto, a FENACTUR, como entidade nacional que congrega 25 (vinte e cinco) sindicatos de turismo, espalhados por todo o território nacional, os quais, por sua vez, representam TODOS os Agentes e Agências de Viagens Brasileiros, não poderia deixar de se pronunciar e tampouco condescender com tamanha ofensa ao livre exercício da atividade empresarial dessa grandiosa classe econômica, impondo-se, em consequência a adoção de medidas extremas (como a ora sugerida), até que a mencionada Cia Aérea reveja o seu posicionamento e adote mecanismos que não mais prejudiquem os Agentes e Agencias de Viagens.
Fica aqui, portanto, a nossa indignação com tão vergonhosa intenção de beneficiamento indevido, em detrimento dos demais setores da economia nacional.
                                                           São Paulo, 05 de Março de 2018
MICHEL TUMA NESS
Presidente da Fenactur

Fonte: Redação com assessoria

tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share