> NOTÍCIA

Publicado em 14/03/2018 13h57
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Complexo Hospitalar de Mangabeira realizou cerca de 1.745 atendimentos por dia em 2017

Houve um crescimento de 6,88% sobre 2016 (5.362).

O Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio de Miranda Burity (Ortotrauma) realizou 637.196 atendimentos ambulatoriais em 2017, superando em 3,38% o que foi feito no ano anterior (616.369). Os dados referem-se a consultas com profissionais e realização de diagnósticos aos pacientes.

Para a diretora-geral do Complexo Hospitalar de Mangabeira, Fabiana Araújo, o aumento dos atendimentos comprova o resultado do trabalho em equipe, que busca oferecer uma assistência cada vez melhor ao usuário. “Fazemos parte de uma rede que se qualifica a cada dia para prestar nosso serviço da melhor maneira possível”.

Com relação aos atendimentos dos profissionais, os dados são: farmacêuticos (211.963), diagnósticos por imagem (120.842), médicos (112.614), técnicos de enfermagem (110.011), enfermeiros (60.214), fisioterapeutas (9.489), assistentes sociais (9.007), odontólogos (2.472) e psicólogos (584).

No ano de 2017, foram realizadas 5.731 cirurgias na unidade hospitalar e, 65% delas foram referentes aos procedimentos de ortopedia. Houve um crescimento de 6,88% sobre 2016 (5.362). Com relação às pequenas cirurgias, sem internação, e realizadas no setor de Urgência, foram realizados 11.501 procedimentos, em 2017.

Fabiana Araújo explica que grande parte das cirurgias é consequência dos acidentes de trânsito e que o aumento dos procedimentos cirúrgicos acarreta no crescimento da demanda por exames e consultas de acompanhamento. “A população precisa estar mais atenta ao trânsito e respeitar as normas para evitar os riscos à vida”.

Diagnósticos - Cada procedimento realizado no atendimento ao usuário depende de diagnósticos. Considerando que a unidade hospitalar é referência em cirurgia de urgência e emergência das áreas abaixo do cotovelo e do joelho, o Centro de Diagnóstico por Imagem (CDI) realizou 114.956 radiografias durante todo o ano.

Também foram realizadas ultrassonografias (3.410), endoscopias (935) e tomografias (2.475), sobre as quais houve um aumento de 47% na quantidade de diagnósticos no comparativo com o ano de 2016.

A Gerência de Patologia e Hematologia do Complexo Hospitalar de Mangabeira realiza exames bioquímicos, hematológicos, sorológicos, imunológicos e de uroanálise. Foram feitos 228.467 exames laboratoriais no ano passado, o que corresponde a um crescimento de 10,31% sobre o ano de 2016 (207.118).

Conforme Fabiana Araújo, os exames são necessários para que sejam conhecidas informações sobre os pacientes, como funções renais, hepáticas ou cardiovasculares, por exemplo, principalmente quando há indicação de cirurgia. “É imprescindível sabermos o risco cirúrgico do paciente”, frisa a diretora.

Secom-PMJP


tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share