> NOTÍCIA

Publicado em 12/04/2018 10h52
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Fórum Universitário abre programação 2018 com Bráulio Tavares

Escritor falará sobre “O presente e o futuro”

Por Assessoria

O Fórum Universitário da UFPB, coordenado pelo professor Eduardo Rabenhorst, e que tradicionalmente traz a João Pessoa grandes pensadores, inicia a programação deste ano com a presença do escritor, compositor, dramaturgo, poeta, tradutor e roteirista paraibano Bráulio Tavares, que fará a palestra "O presente e o futuro". O evento é gratuito e acontece no auditório da Reitoria, nesta sexta-feira, 13, às 19 horas. 

Bráulio Tavares nasceu em Campina Grande. Começou a escrever influenciado pelo ambiente literário da família, e logo cedo, ainda menino, já produzia os primeiros sonetos. Publicou vários livros de poesia, ficção científica e literatura de cordel. Em 1992 participou do projeto "O Escritor na Cidade", do Departamento Nacional do Livro da Biblioteca Nacional. Uma de suas peças,

“Folias Guanabaras" foi dirigido por Ivaldo Bertazzo com o Corpo de Dança da Maré e a participação da atriz Rosi Campos e do ator, cantor e compositor Seu
Jorge. Entre 2006 e 2007 publicou o livro "Os martelos de Trupizupe" e  "Contando histórias em versos" pela Editora 34. Publicou também outras obras
por editoras como a 7 Letras e a Casa da Palavra, além de livros independentes.

É autor de composições gravadas por Lenine e Elba Ramalho, roteirista de teatro e de televisão, inclusive do recentemente premiado espetáculo “Suassuna – O
auto do Reino do Sol”, ganhou também o Prêmio Shell de Teatro, em 1992, com a peça “Brincante”, em parceria com Antônio Nóbrega.

Possui uma intensa produção literária, sendo autor de diversos gêneros que vão do cordel à literatura fantástica, com produção também dedicadas ao público
infantil e juvenil, como “A Pedra do Meio-Dia” (1998), “O flautista misterioso e os ratos de Hamelin” (2006, Prêmio APCA) e “A invenção do mundo pelo Deus-
curumim”(2008, Prêmio Jabuti 2009). Ganhou a premiação portuguesa Caminho da Ficção Científica pelo livro de contos “A espinha dorsal da memória” (1989).

Ganhador do Prêmio Argus especial em 2013, como reconhecimento pela sua dedicação à literatura fantástica brasileira, e no mesmo ano, ganhador do Prêmio
São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e jovem na categoria Melhor Texto Adaptado pelo Musical Lampião e Lancelote.

O coordenador do Fórum Universitário, professor Eduardo Rabenhorst destaca a importância da participação do escritor como primeiro palestrante do Fórum
2018 “Escolhemos um grande nome que atua em diversas áreas da produção literária”.
 

Fonte: Assessoria de Comunicação

tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share