> NOTÍCIA

Publicado em 03/07/2018 22h35
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Trauma constata aumento de 23% no número de queimaduras

As queimaduras que chamaram a atenção foram por fogos de artifícios, que tiveram um aumento de 116%

Os eventos Copa do Mundo e São João contribuíram para o aumento de 23% no número de queimaduras neste mês de junho, segundo avaliação contida no levantamento divulgado no encerramento da XVI Campanha de Prevenção às Queimaduras “Marcas que Ficam Para Sempre 2018”. De acordo com a estatística da unidade de saúde, foram realizados neste período 118 atendimentos, já em 2017 foram 96.

Para o coordenador da Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ), Saulo Montenegro, a Copa do Mundo influenciou no aumento expressivo em queimaduras por fogos de artifícios. “Infelizmente verificamos que nos anos de Copa do Mundo 2010, 2014 e agora em 2018 a instituição recebe um aumento nos números de queimaduras, então, a combinação esportiva, juntamente com as festividades juninas colaborou significativamente para a elevação dos pacientes”, avaliou.

As queimaduras que chamaram a atenção foram por fogos de artifícios, que tiveram um aumento de 116%. A unidade recebeu 26 pessoas com este tipo de ferimento, sendo 15 crianças e 11 adultos. Em 2017, foram atendidos apenas 12 casos. Ainda de acordo com a estatística, no primeiro semestre deste ano, foram atendidas 497 vítimas de queimaduras no hospital.

Segundo Saulo Montenegro, uma criança de 10 anos deu entrada na noite dessa segunda-feira (2), vítima de queimadura por fogos de artifício, tendo em vista que estava sem acompanhamento dos pais. “Ela deu entrada devido à manipulação de pólvora de chuveirinho e teve uma queimadura significativa de face, porque estava só. Certamente se tivesse um adulto presente isto não teria acontecido. Por isso, o conselho é que sempre um adulto esteja presente quando uma criança estiver manuseando fogo, fogos ou qualquer outro produto inflamável”, ressaltou.

A coordenadora de enfermagem da UTQ, Desireé Masocco, ressaltou que a campanha alcançou inúmeras escolas públicas e privadas da grande João Pessoa. “Nós percorremos escolas, projetos sociais e pontos de comercialização de fogos, tudo com o intuito de amenizar os números de vítimas de queimados que entram na nossa instituição”, frisou.   

UTQ - É uma unidade de alta complexidade credenciada pelo Ministério da Saúde, sendo referência em todo o Estado. Trabalha tanto a parte de cirurgia plástica quanto queimadura e atende adultos e crianças.  O serviço conta com dois cirurgiões plásticos de plantão 24h presencial, sendo o único hospital da Paraíba com essa qualidade de serviço.  Presta os mais diversos atendimentos, desde amputação de orelha, perda de substâncias grave, até grandes queimaduras. Atualmente compõem o quadro 13 cirurgiões plásticos, além de um serviço multidisciplinar com fisioterapeuta, psicólogos, técnicos, enfermeiros, anestesistas e nutricionistas.

 

Fonte: Secom-PB


tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share