> NOTÍCIA

Publicado em 05/07/2018 17h47
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Saúde realiza oficina sobre Guia de Alimentação para menores de 2 anos

A oficina começou com uma explanação geral sobre a nova proposta do Guia Alimentar, feita pela coordenadora de Alimentação e Nutrição do MS, Renata Guimarães

O Guia Alimentar para Crianças de Dois Anos é um documento feito pelo Ministério da Saúde (MS) com orientações para alimentação, desde o aleitamento até a introdução de alimentos. A Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB) promoveu, nesta quinta-feira (5), uma oficina de escuta com profissionais da saúde de Atenção Básica para ouvir as considerações a respeito desse documento.

 

A oficina começou com uma explanação geral sobre a nova proposta do Guia Alimentar, feita pela coordenadora de Alimentação e Nutrição do MS, Renata Guimarães. Na ocasião, ela falou que o principal objetivo do encontro foi a mobilização para que os profissionais lessem o material e levassem suas contribuições para a oficina. “O Ministério irá fazer uma consulta pública nesse mês de julho e precisamos ouvir as considerações dos profissionais para melhorar o documento. O Brasil é muito grande, temos diferentes realidades, precisamos encontrar nomenclaturas para expressar o que realmente queremos dizer e que todo mundo entenda. É a questão do Brasil como um todo”, disse.

 

Já aconteceram 26 oficinas iguais a essa em outros estados brasileiros. Para a consultora da Coordenação Geral da Saúde da Criança do MS, Renara Araujo, construir um documento escutando a opinião dos profissionais da área, faz toda a diferença.

 

“A política pública a gente não constrói sozinho, não constrói com a cabeça só no Ministério, é preciso pensar em quem está na ponta também, que é quem usa realmente. Esse material é voltado para as famílias, para quem cuida dessa criança. É importante que ele tenha uma leitura acessível. Essa escuta faz muita diferença para a construção do documento”, completou.

 

O evento se estendeu até a tarde com formação de grupos de discussão, dinâmicas de trabalho e apresentação em plenária do que foi discutido durante o dia. Para a nutricionista da área técnica de Alimentação e Nutrição da SES, Ana Maria Alves Neves, o público foi bastante participativo. “Espero que a Paraíba tenha dado sua contribuição para o Guia”, completou.

 

Fonte: Secom-PB


tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share