> NOTÍCIA

Publicado em 05/07/2018 17h59
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

VI Caravana do Coração chega a Cajazeiras e atende pessoas

A Caravana do Coração também está atendendo mulheres com gravidez de alto risco. Paloma Viana tem 20 anos e está grávida do segundo filho

No quarto dia da VI Caravana do Coração, nesta quinta-feira (5), uma cena chamava atenção em Cajazeiras. Na sala de odontologia, as crianças com cardiopatia eram recepcionadas por uma voluntária mirim que brincava com a ajuda de bonecos para tornar o atendimento mais descontraído.

 

“Sou voluntária porque quero que outras vidas também se salvem”! A frase, cheia de gratidão, é de Ana Vitória da Fonseca. Aos 10 anos, ela faz questão de ser voluntária mirim da Caravana porque foi durante a passagem do programa em Cajazeiras, sua terra natal, que ela foi diagnosticada com miocardite (inflamação do músculo do coração). Isso aconteceu na 1ª Caravana, em 2013. Ana fez todo o tratamento e agora está bem. É voluntária, desde que ficou boa, para retribuir o atendimento recebido.

 

“Ter a saúde da minha filha de volta é algo grandioso, assim como é este programa que leva vida para todo estado, por meio dos serviços oferecidos”, disse a mãe de Ana, a gerente da 9ª Regional de Saúde, Amélia Fonseca.

 

Maria Yolanda Fernandes, de 12 anos, tem síndrome de Down. Assim como a voluntária Ana, ela também foi diagnosticada com problema cardíaco na primeira caravana. Ela tem sopro e participa de todas as edições. “Este programa é maravilhoso. Ele evita que a gente vá à procura de tratamento na capital. É uma oportunidade única de fazer todos os exames que as crianças necessitam, sem sair de perto de casa”, disse Antonia Natália, mãe de Yolanda.

 

A Caravana do Coração também está atendendo mulheres com gravidez de alto risco. Paloma Viana tem 20 anos e está grávida do segundo filho. Ela tem toxoplasmose, doença causada pelas fezes do gato, que pode causar problemas ao bebê. Na Caravana, ela passou por vários atendimentos, entre eles, dentista; setor de enfermagem; nutricionista; fez ultrassom e ainda participou de palestra sobre amamentação; pré-natal; parto normal, entre outros temas. “Gostei muito do atendimento. As pessoas são muito atenciosas, tiram dúvidas e nos orientam”, declarou.

 

Em Cajazeiras, o atendimento aconteceu em dois lugares: na Faculdade Santa Maria, onde foram atendidas as crianças cardiopatas e com microcefalia, e no Banco de Leite, onde foram atendidas as gestantes.

 

“A região não oferecia atendimento às gestantes de alto risco. Em uma medida emergencial, a direção do Hospital Regional de Cajazeiras pediu apoio à Secretaria de Estado da Saúde, que abraçou a causa e foi dado início ao trabalho dentro do Banco de Leite. Portanto, já temos esta prática e a Caravana vem pra melhorar a assistência pré-natal a essas gestantes”, disse a coordenadora geral da Maternidade Dr. Deodato Cartaxo, Socorro Guedes.

 

A coordenadora da Caravana na Secretaria de Estado da Saúde (SES), Priscilla Araújo, destacou a importância das capacitações que são oferecidas aos profissionais de saúde da região. Em Cajazeiras, foram qualificados profissionais dos 15 municípios da região. “Priorizamos realizar as capacitações de acordo com a realidade local porque a ideia é que a Caravana dê o pontapé inicial e o trabalho continue nos municípios”, explicou.

 

Em Monteiro, foram capacitados 191 profissionais de saúde e 131 pacientes participaram dos mini cursos; em Princesa Isabel, foram 180 profissionais nas capacitações e 138 nos mini cursos; em Itaporanga, foram 119 profissionais capacitados e 107 pessoas nos mini cursos e em Cajazeiras, foram 173 profissionais capacitados e 179 pacientes nos mini cursos.

 

Os mini cursos foram direcionados aos pacientes por meio da educação em saúde solucionando dúvidas relacionadas à saúde materna e cardiopatias.

 

As capacitações são destinadas às equipes de atenção básica, hospitalares e SAMU, gestores municipais, Gerentes Regionais de Saúde, gestores dos hospitais e professores das Redes de Ensino estadual e municipal. Entre os cursos, estão “Apresentação RCP, discussão do protocolo de pré-natal”; “ Pré-natal de alto risco (hemorragia, prevenção de eclampsia e pré-eclampsia – sulfatação, infecção, etc)”; “Capacitação em Neonatologia (surfactante, estabilização do neonato de risco, CPAP artesanal, etc)”; “transporte da gestante e neonato de risco (SAMU)”; “Primeiros socorros e identificação de cardiopatas no ambiente escolar”.

 

Número de atendimentos

 

Cajazeiras - 53 gestantes; 04 crianças com microcefalia e 119 com cardiopatia

Monteiro: 31 gestantes; 93 cardiopatas e 07 com microcefalia

Princesa Isabel: 30 gestantes; 104 cardiopatas e 04 com microcefalia

Itaporanga: 24 gestantes; 93 cardiopatas e 07 com microcefalia

 

Fonte: Secom-PB


tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share