> NOTÍCIA

Publicado em 06/12/2018 18h25
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Indústria adere ao gás canalizado fornecido pela PBGás e economiza quase 40% por mês

A presidente da PBGás, Tatiana Domiciano, avaliou como positiva a visita pela troca de experiência e a sinergia entre a PBGás e a empresa, no sentido de ampliar a utilização do gás natural para otimizar os resultados

A indústria Tees, fabricante das sandálias Kenner, começou há pouco mais de um mês a operar com gás natural canalizado e comemora uma economia de cerca de 40%. Após a decisão de concentrar a produção e montagem na Paraíba, a fábrica, localizada em Campina Grande, optou por converter suas caldeiras e equipamentos do refeitório ao gás natural canalizado em busca de economia e um processo mais limpo do ponto de vista ambiental.

 

Recentemente, a diretora presidente da PBGás, Tatiana Domiciano, e os diretores Paulo Campos e Giovane Rosa visitaram o novo cliente para acompanhar os primeiros resultados da mudança. Eles foram recebidos pelo gerente industrial da Tees, Paulo Ventura, e pelo gerente de manutenção, Paulo Henrique, que apresentaram a linha de produção e puderam atestar os bons resultados obtidos após a utilização do gás canalizado.

 

A presidente da PBGás, Tatiana Domiciano, avaliou como positiva a visita pela troca de experiência e a sinergia entre a PBGás e a empresa, no sentido de ampliar a utilização do gás natural para otimizar os resultados. “O gás natural oferece vantagens como o fornecimento contínuo, sem a necessidade de reabastecimento, e sua utilização possibilita uma economia considerável. A companhia está à disposição das indústrias que estiverem interessadas em melhorar seus processos com a utilização de um energético mais limpo e eficiente”, comentou.     

 

O gerente industrial da fábrica, Paulo Ventura, avaliou que a decisão de aderir ao gás natural foi acertada pela economia e a praticidade do fornecimento contínuo. Ele destacou que a fábrica recentemente aumentou em 30% a sua produção na unidade com a concentração da fabricação das palmilhas e solados em Campina Grande, o que gerou mais 400 empregos. “Foi uma decisão acertada pela redução dos custos logísticos e os incentivos oferecidos pelo Governo da Paraíba. A nossa empresa tem 30 anos e tem uma visão de acompanhar os avanços tecnológicos e energético, assim como fizemos com a adesão ao gás canalizado”, obsservou. 

 

O gerente de manutenção da Tess, Paulo Henrique Incerpi, já vê algumas vantagens na utilização do gás canalizado em relação ao GLP, como não precisar abastecer uma ou até duas vezes por semana e não haver risco de descontinuidade do serviço. “É uma preocupação a menos e que nos tem gerado uma economia considerável num momento estratégico para o sucesso do nosso negócio”, constatou.

        

A Tees produz as sandálias Kenner, que surgiu em 1988, inspiradas nas praias da Califórnia e lançadas no Rio de Janeiro, ganhando ao longo dos 30 anos espaço no mercado nacional. Atualmente, a fabricação e montagem do produto estão concentradas em Campina Grande, gerando 1.450 empregos diretos no Estado da Paraíba.

 

Fonte: Secom-PB


tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share