Espaço do Cidadão

Espaço do Cidadão

> ARTIGO

Publicado em 27/06/2013 11h15
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Quando a irresponsabilidade toma conta do poder público

Ivaldo Gomes*

Gostaria que as coisas que vou contar aqui sejam encaradas como denúncia. E gostaria que o Ministério Público da Paraíba (Curadoria dos direitos do cidadão e da saúde), Secretária de Transparência Pública e da Secretária de Saúde da PMJP e do Portal de Transparência do SUS tomassem alguma atitude. Já que a imprensa da Paraíba encobre tudo isso com sua má fé jornalistica.

Sai hoje às 8 h para procurar um atendimento médico pro meu filho. Estou precisando de um atendimento de urgência e fui ao CAIS de Mangabeira. Chegando lá, às 8.15 h, recebi a notícia que não tinha mais atendimento hoje pela manhã, porque o médico que chegou às 07 horas já tinha atendido sua cota de hoje que são 20 otários contribuintes. Que eu voltasse amanhã às 5.30 h se quisesse conseguir uma ficha. Mas me indicou o Hospital do Valentina Figueiredo ou a UPA de Manaira que 'com certeza' seria atendido.

Já que estava em Mangabeira (eu moro no Conjunto Anatólia nos Bancários) e estava de carro (imagine quem depende de ônibus e doente) decidi ir ao Valentina. Chegando lá me deparo com mais de 200 otários contribuintes que estavam todos caladinhos que nem um bando de manés, esperando resignadamente pelo 'tal atendimento'. Procurei o balção e me deram uma ficha de número 45 para ir antes num tal de ACOLHIMENTO (parece piada). Para só depois me encaminharem pra fazer a ficha e logo mais quem sabe (às 16 hs - era a previsão otimista de um funcionário para o meu atendimento) seria atendido pelo médico clínico de plantão. Desses que atende 20 otários contribuintes em uma hora. Vim embora sem atendimento.

Essa é a sem tirar nem por a situação da saúde pública em João Pessoa, onde o Governador (e seus secretários), Prefeito (e seus secretários), Ministérios Público (e seus membros com excelentes salários), etc. e etc. TODOS com planos de saúde particular, deixam o povo morrer à míngua com todo esse tratamento desumano e descomprometido com a cidadania de todos nós.

Ainda bem que o povo de forma pacífica, ainda está indo as ruas pra só reivindicar. Imagine quando ele perceber que suas reivindicações não vão passar de meros paliativos. Ai só Deus sabe o que pode acontecer. Pois esse rastilho de pólvora que foi acesso, se chegar no paiol da impaciência popular esse país vai explodir. E ai as tais 'autoridades competentes' (todas elas) poderão ser literalmente consumidas na violência em que vai se transformar a vida de todos nós. É bom agirem com rapidez e com sinceridade. Pois o abuso já passou de todos os limites suportáveis e admissíveis.

 

*Ivaldo Gomes é professor público


tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share