Des. José Di Lorenzo Serpa

Des. José Di Lorenzo Serpa

> ARTIGO

Publicado em 10/07/2013 15h30
  • Tamanho da letra
  • A-
  • A+

Bárbaros, Sustentáveis e outros

A palavra exprime uma ideia, um pensamento e após pronunciada, nos liberta.

Ocorre que ela, a palavra, uma vez incorporada ao idioma, às vezes se identifica com o falar cotidiano, assumindo significados diferentes por todos aceitos. No entanto, no meu caso em particular, não me identifico com algumas delas. Senão, vejamos. Tecnologia de ponta. Não me afino porque não vejo a palavra ponta, bem posta.

   Talvez a riqueza do idioma português nos permita tal expressão. Nós dizíamos antes que tal país possui uma excelente tecnologia na fabricação de cosméticos, por exemplo. Isso nos basta. Para mim e com todo o respeito, ponta continua ponta, como seja uma ponta-de-lança ou um ponta-esquerda ou um ponta-direita do Flamengo.

   Portanto, peço consentimento para ficar com a tecnologia avançada do meu país. Dentre outras palavras, cito que nunca me afinei com o conceito de bárbaros, atribuídos àqueles que não faziam parte do Império Romano.

   Daí aparecerem em cena sempre barbados, violentos e de armas em punho. Entretanto e para o meu particular regozijo, os arqueólogos estão descobrindo que a civilização, digo eu dos celtas, por exemplo, e outras, alcançaram na história um desenvolvimento superior ao que imaginamos.

   Outras palavras existem que não me alegram, por exemplo, o desenvolvimento sustentável, uma vez que, pretendendo ser duradouro, poderá usar sustentável apenas como sinônimo e nunca como a única existente no vocabulário, uma vez que a primeira, ou seja, duradouro é mais antiga, não podendo ser retirada do seu posto.

   Assim, outra palavra se me apresenta tendo escrita como centrado, referindo-se àquele rapaz ou cidadão tido como ajuizado, compenetrado, portanto nem da esquerda nem da direita.
  
   Trago à baila estas considerações de cunho particular, pessoal portanto, expressando apenas o meu pensamento, uma vez que não estou entre bárbaros e sim entre pessoas civilizadas e, com o devido respeito, dando um ligeiro ponta-pé de leve nas coisas ditas sustentáveis.


 


tags
Nenhum resultado encontrado.

Comentar

Bookmark and Share