Associação Paraibana de Imprensa se solidariza com ameaças feitas pelo deputado Lampião a colunista do PBAgora

A Associação Paraibana de Imprensa (API) divulgou nota no meio da tarde desta quarta-feira, 19, se solidarizando com o jornalista Eliabe Castor, colunista do portal de notícias PBAgora, pelo fato dele ter sido atacado de forma grosseira e em tom ameaçador pelo deputado estadual Walber Virgolino., delegado de carreira cujo apelido é Lampião.

O deputado/delegado disse ao jornalista o seguinte: “Por isso eu digo ‘homi’, comigo é na bala. Quem briga é moleque e mulher, o homem discute de outra forma. Eu não discuto nem não brigo não. Eu digo que sempre vai ter um homicídio. Ou meu ou do outro. Eu não sou moleque para está discutindo e brigando não. Eu sou da paz. Eu propago a paz, e não aceito desmoralização alguma”.

E depois arrematou: “Se eu tivesse medo de impressa, meu amigo, eu não tinha sido delegado nem deputado não. Eu to me “cagando” de medo do que vão dizer de mim ou que vão criar”. Ah: ainda fala que a imprensa “come toquim”.

 Clique AQUI, ou acesse o link abaixo e leia a coluna do jornalista que explica como tudo aconteceu:

https://www.pbagora.com.br/notica/politica/opiniao-deputado-walber-virgolino-faz-ameaca-a-minha-pessoa-e-acha-que-esta-acima-da-lei/

 E abaixo leia a nota na íntegra da Associação Paraibana de imprensa (API)

 Nota

A Associação Paraibana de Imprensa (API) vem a público externar seu total repúdio a forma grosseira e em tom ameaçador com que o deputado estadual Walber Virgolino (Patriotas) se dirigiu ao jornalista Eliabe Castor, do portal PBAgora.

Walber tem feito acusações a imprensa paraibana de forma generalizada e sem apontar nomes de profissionais e/ou empresas de comunicação que agem de forma antiética.

O parlamentar foi citado em artigo escrito pelo jornalista Eliabe Castor e publicado no site PBAgora com críticas as suas declarações. Em nenhum momento do artigo, o jornalista atinge a honra do parlamentar, ao contrário, apresenta até alguns elogios a pessoa de Walber Virgolino.

Porém, o parlamentar reagiu de forma extemporânea, com grosseria e em tom ameaçador afirmando que resolve seus atritos “na bala”.

Todos nós que fazemos a API e a imprensa livre no Estado da Paraíba e no Brasil, repudiamos tal postura e nos colocamos à disposição do jornalista Eliabe Castor para toda e qualquer atitude que ele deseje tomar com relação a este fato.

Destacamos ainda que à Imprensa no Brasil sempre foi protagonista nos momentos bons e ruins da história do país, e mais uma vez iremos resistir e sair mais fortes dessa onda de ataques promovidas por políticos.

 

A Diretoria

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui