Copa América – Uma desolação

Copa América – Uma desolação

 

Nesse sábado, 10 de julho, aos vinte e um minutos do primeiro tempo, o meio-campista Ángel Di Maria, (atualmente integrando o plantel do Paris Saint-Germain), aproveitando uma falha de do lateral brasileiro Renan Lodi, marcou o gol da Argentina contra o Brasil, dando o título de Campeão da Copa América à equipe albiceleste quebrando um jejum de 28 anos sem título, nessa modalidade de competição.

O que assistimos no decorrer da partida foi a equipe brasileira sem apetite pela vitória.

Com exceção de Neymar Jr os jogadores brasileiros passeavam em campo como se estivessem num domingo num parque temático, enquanto os argentinos cuidavam de um jogo violento e catimbado.

Final do jogo as lágrimas de Neymar me pareceram um tanto quanto teatrais, mas não tiraram o brilho de sua atuação em campo. Por outro lado, a saudação por ele reservada à Messi num abraço efusivo, revelaram seu amadurecimento profissional, sabendo separar a rivalidade em campo com a cordialidade exigida no comportamento social.

Adenor Leonardo Bachi, ou o técnico Tite, abusava de seus conselhos aos gritos frenéticos na lateral do campo, mais por querer aparecer. Atitude essa ao meu julgamento que só causava irritação sem nenhum resultado prático.

Ao fim, para “nosotros”, restou a taça da desolação.

 

Maurício Montenegro
Engenheiro civil com experiência na gestão de obras públicas e privadas, com familiaridade em planejamento estratégico. Ex-interventor do município de São Miguel de Taipu, ex-secretário de Obras da Prefeitura Municipal de João Pessoa, ex-diretor técnico da Companhia Estadual de Habitação (Cehap), coordenador da elaboração do Plano Diretor do Distrito Industrial de Caaporã, Coordenador da Carta Consulta para obtenção de crédito junto à Coordenação Andina de Fomento (CAF) para obtenção de empréstimo no valor de 100 milhões de dólares destinados à pavimentação e recuperação de rodovias do Estado da Paraíba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui