Arraial

Socioeducandos e familiares participam de festa junina da Fundac

O arraial, com comidas típicas, apresentações de danças e quadrilhas, reuniu socioeducandos, funcionários, além de toda equipe técnica e familiares.

22/06/2019 20h48
Por: da Redação

O clima e a alegria dos festejos juninos tomaram conta das unidades socioeducativas da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente Alice de Almeida (Fundac), na Paraíba, durante o mês de junho. O arraial, com comidas típicas, apresentações de danças e quadrilhas, reuniu socioeducandos, funcionários, além de toda equipe técnica e familiares.
 
O destaque foi para a “Bandinha de Forró”, formada pelos professores de música das unidades (Clevaldo Rodrigues, Moisés Rodrigues, Diego Maciel, Bennett Oliveira, Pablo Ramirez, Jeimison Bronzeado, Renan Rezende e Anderson Domingos), que acompanhados por funcionários, diretores e técnicos animaram a festa, os corredores e os pavilhões das unidades.
 
A diretora técnica da Fundac, Waleska Ramalho, observa que a Diretoria Técnica, através do Eixo Família, promove eventos comemorativos nas unidades com intuito de fortalecer a participação da família no acompanhamento da medida socioeducativa. “A família é parte integrante para o êxito do trabalho na socioeducação”, disse ela.
 
Para a vice-diretora da unidade CEA, Débora Cavalcante, as festas juninas se transformam em momento de ressignificação para os socioeducandos. É um momento de reflexão e também um momento de resgate de uma adolescência perdida pelo ato infracional e pela fragmentação da família. “Essas festividades ressignificam esses espaços. Não são apenas os festejos, mas, a integração com a família, com os socioeducandos, com a escola, a direção, a equipe técnica. A socioeducação é feita de muitas mãos. Então, realmente, a gente só consegue fazer com que o adolescente tenha outro projeto de vida, alcance outros objetivos, quando há essa integração de todos”, ressaltou a vice-diretora.
 
De acordo com Débora, os socioeducandos gostaram muito das atividades, por possibilitarem algo que muitos nunca tiveram a oportunidade de experimentar. “Para muitos é a primeira vez que estão experimentando uma festa saudável, com a família, com a escola envolvendo, com a equipe técnica dando suporte. Também é muito bom porque tem a interação deles com os agentes”, ressaltou a vice-diretora.
 
Bennett Oliveira, professor de Música no CEA, disse se sentir muito especial por poder fazer parte da história desses meninos. “A gente sabe que a maioria vem de uma realidade diferente, difícil, que muitos de nós não conhecemos e quando chega aqui vai convivendo com eles, vai conhecendo um pouco deles, da personalidade, como o relacionamento deles com a família. Muitos deles não têm projeto de vida. Então, quando a gente participa de um evento desses, junto com todos, eles participam também e a gente fica muito feliz”, declarou o professor.
 
A coordenadora do Eixo Família, Cida Pereira, explicou que já é o segundo ano que acontecem os festejos juninos, através do planejamento da Diretoria Técnica da Fundac (DITEC) com o Eixo Família. “Primeiramente para que os meninos tenham direito ao lazer, à cultura e também para que possamos trabalhar o fortalecimento dos vínculos familiares. Por isso, realizamos nos dias de visitação. Então, toda ação que o eixo faz é voltada para o socioeducando e sua família. É uma proposta que vem dando certo. Não só o relacionamento com a família, mas também de toda a comunidade socioeducativa, porque estão todos os envolvidos: a DITEC, a escola, a direção, a equipe técnica. É uma ação pensada, planejada, elaborada com a escola, para que todos nós possamos trabalhar juntos para fortalecer a socioeducação”, observou a coordenadora.
 
Família – Ainda de acordo com a coordenadora do Eixo Família, Cida Pereira, as famílias são sempre convidadas a participarem das atividades. A gente vai convidando antes, falando a data das festas, principalmente para as famílias da capital, porque às vezes as famílias do interior têm dificuldades para virem, mas sempre que a gente chama elas estão presentes. Esse é o nosso objetivo, que as famílias estejam o mais próximo possível, para quando esses adolescentes saírem daqui terem o apoio das famílias”, afirmou.
 
Foi ótimo, maravilhoso! Eu nunca tinha participado. Antes, fora daqui, eu não tinha tempo de participar de atividades como essa. Mas, aqui dentro a gente aprende. O que a gente não tinha tempo pra fazer lá fora, tem tempo pra fazer aqui”, resumiu um socioeducando de 17 anos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
João Pessoa - PB
Atualizado às 13h09
28°
Nuvens esparsas Máxima: 29° - Mínima: 20°
30°

Sensação

22 km/h

Vento

66%

Umidade

Fonte: Climatempo
Convite para anunciar no portal
Anúncio
Blogs e colunas
Jusconciliar
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Garota de Fatos
Cursos
Anúncio