Patati Patatá

Autistas, portadores de Down e microcefalia ganham sessão gratuita no Circo

Evento acontece nesta quinta-feira, 15, a partir das 16h, no estacionamento do Supermercado Carrefour

15/08/2019 14h02Atualizado há 2 meses
Por: da Redação
Fonte: Redação Fatospb
Crianças com autismo poderão ficar pertinho dos palhaços Patatí e Patatá
Crianças com autismo poderão ficar pertinho dos palhaços Patatí e Patatá

A Associação Paraibana de Autismo, Associação Integrada Mães de Autistas, Instituto Vida Autismo e Centro Incluir, com o apoio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Humano (SEDH), sob o comando da secretária Gilvaneide Nunes, se uniram para fazer a alegria das pessoas portadoras do autismo, Síndrome de Down, microcefalia e seus familiares, organizando uma sessão especial do Circo Patati Patatá, gratuitamente, nesta quinta-feira, 15, a partir das 16 horas. As senhas foram distribuídas antecipadamente pelas instituições.

A sessão especial acontecerá no Circo Patati Patatá, localizado no estacionamento do Supermercado Carrefour, no bairro do Bessa em João Pessoa. Será um espetáculo um pouco mais reduzido, com cerca de uma 1 hora e 20 minutos de duração, com o som mais baixo e ainda  com direito a um kit lanche, também de graça.

 “A Secretária Estadual de Desenvolvimento Humano, Gilvaneide Nunes, foi bastante receptiva, quando a procuramos e nos atendeu prontamente. Conseguimos os ingressos e ainda um kit lanche, pois muitas famílias não têm condições de levar seus filhos e alimentá-los durante o espetáculo”, revelou Hosana Carneiro, presidente da Associação Paraibana de Autistas (APA).

De acordo com Hosana Carneiro, os autistas gostam muito do espetáculo da dupla. “São personagens que eles têm prazer de ver de perto e é muito importante a participação deles nesses tipos de evento, pois é um momento de inclusão, momento de mostrar à sociedade a importância de estarmos juntos”, declarou.

Ela lembrou ainda que esse tipo de parceria com órgãos públicos permite que famílias mais carentes, que têm em casa pessoas portadoras de algumas deficiências, possam participar desses eventos. “A questão financeira de muitas famílias impossibilita a realização do sonho que elas têm de levar seus filhos para assistir a um espetáculo desse porte. Mas hoje isso está sendo possível”, comemora Hosana Carneiro.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias