Opinião

Carta ao Presidente

Passados os primeiros meses de administração surpreendo-me com episódios que jamais deveriam ocupar a agenda de um Presidente da República

Maurício Montenegro

Maurício MontenegroMaurício Montenegro. Natural de Taperoá, interior paraibano, estudou no Lyceu Paraibano e no Colégio Diocesano Pio X e se formou em Engenharia pela Escola de Engenharia da UFPB Turma de 1966. Foi por muitos anos chefe de Departamento da extinta Saelpa.

13/09/2019 11h06Atualizado há 6 dias
Por: SUPORTE TÉCNICO AVANÇADO

Permita-me dirigir-me à Vossa Excelência, com o respeito devido, para algumas considerações sobre meus sentimentos relacionados aos fatos ocorridos em seus primeiros dias de governo.

Preliminarmente julgo conveniente assentar as razões que me animam em registrar esses comentários.

No início de sua campanha a caminho da presidência importunava-me uma interrogação quanto à escolha de um candidato.

As candidaturas disponíveis não satisfaziam minhas expectativas. Nenhuma me parecia confiante. No decorrer do processo, mesmo antes do inditoso incidente do atentado contra Vossa Excelência, comecei a conhecer e acreditar nos seus propósitos e de pronto me aliei a milhões de compatriotas sufragando seu nome na urna eleitoral.

Passados os primeiros meses de administração surpreendo-me com episódios que jamais deveriam ocupar a agenda de um Presidente da República.

Em que pesem a enormidade de problemas que angustiam a população brasileira, o custo de vida, a violência e mobilidade urbanas, o peso da máquina administrativa (custo Brasil), a carga tributária, o desemprego, se vê o governo preocupado com questiúnculas e caprichos domésticos.

Lembrei-me do ex-presidente Jânio quando em situação similar tratou de biquínis e briga de galo.

Reprovável e inoportuno o comportamento de seus filhosinterferindo em questões de governo com postagens na rede social. É preciso dissociar governo e família. Seus filhos têm pleno direito e liberdade de manifestação como qualquer um resguardando os limites institucionais. Vossa Excelência, como pai, tem todo direito de apoia-los, como Presidente jamais.A Presidência não é uma vassalagem familiar.

Apesar das aparências em contrário ainda guardo a esperança que tudo aquilo que foi prometido na campanha será objeto do seu governo e o País alcançará, no tempo devido, a paz e o desenvolvimento desejados.

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
João Pessoa - PB
Atualizado às 02h26
23°
Nuvens esparsas Máxima: 29° - Mínima: 22°
23°

Sensação

11 km/h

Vento

89%

Umidade

Fonte: Climatempo
Convite para anunciar no portal
Blogs e colunas
Revista Spicy Fire
Jusconciliar
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Garota de Fatos
Cursos
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias