Convênio

Equipe do Governo baiano conhece funcionalidade do aplicativo Preço da Hora

Três estados do Nordeste já manifestaram interesse em levar a experiência paraibana para ser implantada, sendo Bahia o primeiro a solicitar a transferência da tecnologia da ferramenta.

18/09/2019 20h22
Por: da Redação

Menos de 24 horas depois de assinado o convênio de compartilhamento do aplicativo ‘Preço da Hora’ para toda a região Nordeste, na cidade de Natal (RN), uma equipe do Governo da Bahia visitou a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-PB) para conhecer a estrutura e o funcionamento do aplicativo, que é fruto de uma parceria do Governo da Paraíba com o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) e a Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Os secretários da Fazenda do Estado, Marialvo Laureano (titular) e Bruno Frade (executivo), receberam a equipe liderada pelo secretário da Fazenda da Bahia (Sefaz-BA), Manoel Vitorino. Três estados do Nordeste já manifestaram interesse em levar a experiência paraibana para ser implantada, sendo Bahia o primeiro a solicitar a transferência da tecnologia da ferramenta.

Na última segunda-feira (16), durante o Encontro do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste), em Natal (RN), o governador João Azevêdo viabilizou, por meio de um convênio, o compartilhamento da tecnologia do aplicativo ‘Preço da Hora’ para todos os estados da Região.

Na sala de reuniões do Gabinete da Sefaz, no Centro Administrativo do Estado, o secretário da Fazenda da Paraíba, Marialvo Laureano, convocou a equipe da Gerência de Tecnologia de Informação (GTI) da Sefaz e o diretor presidente da Codata (Companhia de Processamento de Dados do Estado da Paraíba), Krol Jânio, além da equipe da Coordenação Executiva do Aplicativo ‘Preço da Hora’, formada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) e pelo Departamento de Economia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), para fazer a apresentação técnica da ferramenta à equipe baiana.

O professor do Departamento de Economia da UFPB, Aléssio Almeida, e o auditor de contas públicas e Coordenador da Gestão da Informação do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), Josedilton Diniz, detalharam cada etapa da construção do ‘Preço da Hora’, incluindo os programas, linguagens e das inúmeras fontes utilizados para desenvolver a ferramenta, que tem 100% de tecnologia paraibana, além de suas inúmeras vantagens e benefícios aos consumidores, como, por exemplo, a possibilidade de economizar no ato de compra o produto no comércio pelo menor preço do mercado, além de promover as vendas do mercado local. O aplicativo, que é multiplataforma, está disponível para download nas lojas do Google Play e AppStore, mas também pode ser acessada no Portal do Preço da Hora (www.precodahora.pb.gov.br).

‘Preço da Hora’ da Paraíba é um case – O secretário da Fazenda da Bahia (Sefaz-BA), Manoel Vitorino, contagiado com a apresentação do Peço da Hora, afirmou que a Paraíba está de parabéns. “O projeto do aplicativo ‘Preço da Hora’ da Paraíba é sem igual no país. Conhecemos outros projetos do gênero em outros Estados, mas o desenvolvido pela Paraíba está bem à frente no aspecto da abrangência, acesso, sofisticação e de serviços à população. Essa experiência tão bem sucedida, mesmo com tão pouco tempo de lançada, será um case no Brasil. Isso nos orgulha muito por sermos baianos e, mais ainda nordestinos, e de termos projetos tecnológicos desse nível produzido em nossa Região voltado para a utilidade pública e de impacto no Estado. Enfim, viemos à Paraíba com a equipe para beber diretamente dessa fonte, por isso já estabelecermos essa parceria, em menos 24 horas da assinatura do convênio, para levarmos esse mesmo serviço de qualidade à população baiana”, comentou.     

Repasse e suporte técnico aos Estados – O secretário de Estado da Fazenda, Marialvo Laureano, agradeceu a presença e os elogios da equipe baiana, liderada pelo secretário de Estado da Fazenda (Sefaz-BA), Manoel Vitorino, ao aplicativo e detalhou como será feito o compartilhamento da tecnologia. “A proposta do convênio é repassar os códigos fontes do sistema montado e dar suporte técnico necessário para que cada Estado do Nordeste, manifestando o interesse em assinar o convênio, construa o seu aplicativo baseado nas suas necessidades e condições”, frisou.

Aplicativo chegou a 150 mil downloads – Lançado no final de junho deste ano, o aplicativo ‘Preço da Hora’ tem o objetivo de gerar informações para o cidadão paraibano, em tempo real, dos valores de todos os produtos comercializados nos estabelecimentos da Paraíba, por meio de emissões de notas fiscais ao consumidor no Estado. O aplicativo, que já superou 150 mil downloads, analisa, por dia, 11,9 milhões de itens comercializados e filtra os menores preços de cada produto comercializado no Estado como forma de servir de referência ao consumidor no ato de suas compras. A ferramenta, além de oferecer os menores preços comerciais, inclui o endereço das lojas com Maps em raio de até 30 quilômetros. O sistema de preços é atualizado a cada 5 minutos no aplicativo, via emissões de notas fiscais ao consumidor (NFC-e), que chegam, eletronicamente, ao banco de dados da Sefaz-PB. A pasta reencaminha ao sistema o valor unitário de cada item comprado nas lojas via emissão ao aplicativo, mas respeitando o sigilo fiscal.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias