Saúde

Rede Municipal de Saúde oferta assistência integral ao cuidado com a saúde da criança

São ações e serviços exclusivos, desde a atenção básica até a rede hospitalar passando pela atenção especializada.

12/10/2019 17h40
Por: da Redação
Foto: Ivomar Gomes
Foto: Ivomar Gomes

Cuidar da saúde desde a fase infantil é fundamental para manter uma população saudável à medida que vai envelhecendo e, para esse cuidado, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) dispõe de uma rede integral que, neste ano, já realizou mais de 120 mil atendimentos ao público infantil. São ações e serviços exclusivos, desde a atenção básica até a rede hospitalar passando pela atenção especializada.
 
Os cuidados ofertados pela SMS começam desde o momento que a gravidez é descoberta com o atendimento das gestantes e a realização do pré-natal por meio das Equipes de Saúde da Família (ESF), com a realização de ultrassonografias na atenção especializada, além dos cuidados ofertados para casos de gravidez de risco, onde a mãe e o bebê recebem um acompanhamento especial no Instituto Cândida Vargas (ICV), desde o início da gestação até um banco de leite, para quando a mãe não conseguir amamentar.
 
A porta de entrada dos serviços de saúde é prioritariamente a atenção primária, nas Unidades de Saúde da Família, através das equipes de saúde da família, que ofertam os serviços básicos e se organizam para a continuidade da atenção, quando necessário e forma articulada com outros pontos da rede.
 
Na Atenção Básica é ofertado às gestantes a realização do pré natal e as crianças tem acesso aos atendimentos básicos com médicos, enfermeiros, dentistas, vacinação e outros. Pela atenção especializada, os atendimentos são ofertados nas Policlínicas Municipais. Na Rede Hospitalar, o serviço é disponibilizado na maternidade Cândida Vargas, no Hospital Municipal do Valentina (HMV), referência no atendimento clínico de pediatria da rede municipal de saúde, no Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcisio Burity (Ortotrauma), nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e pelo Samu.
 
“Nossa intenção é garantir que as crianças cresçam com saúde e qualidade de vida e não haja nenhum tipo de desvio, atraso ou prejuízo para o desenvolvimento e que cresçam adolescentes saudáveis e adultos com alta capacidade de produtividade”, destacou a técnica da Saúde da Criança, Jane Morais.
 
Em parceria com a Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), a SMS dispõe o Programa Saúde na Escola que acompanha a saúde das crianças das escolas da rede municipal de educação e realiza ações de avaliação nutricional, triagem visual (aplicação do teste de snellen), sondagem para o teste do olhinho, cuidados e orientações em saúde bucal e atividades educativas sobre três temas que despertam muitas discussões: segurança alimentar e nutricional, promoção da cultura de paz e álcool e drogas.
 
A SMS também oferta acompanhamento as crianças, através dos nutricionistas presentes na rede municipal, e, quando necessário, realiza a suplementação de ferro e vitamina A na dieta infantil, com o programa NutriSus, que consiste na adição direta de nutrientes em pó à alimentação oferecida às crianças de seis meses a três anos e 11 meses nas creches da rede municipal através do Programa Saúde na Escola.
 
Novos serviços – Em maio de 2015, através da Lei nº 13.018, a Prefeitura Municipal de João Pessoa instituiu a "Semana do Bebê" no âmbito municipal, com o objetivo o combate à mortalidade infantil, além de informar, sensibilizar e envolver a sociedade em torno da situação da primeira infância (0 a 6 anos).
 
Em 2017, o ICV reformou e ampliou o setor de cardiologia que atende gestantes de alto risco e os bebês recém-nascidos na maternidade com problemas no coração. Em outubro de 2018, a SMS realizou a reforma e ampliação do CAPS Infantil, que atende crianças e adolescentes com transtornos mentais.
 
Em fevereiro de 2019, a gestão do Prefeito Luciano Cartaxo inaugurou a Casa Mãe Bebê, que visa a humanização da atenção as mamães, cujos filhos precisam continuar na maternidade Cândida Vargas após o nascimento. Em junho deste ano foi inaugurado o Centro de Referência Municipal para Pessoas com Deficiência em Microcefalia (Centro de Microcefalia), serviço especializado no atendimento a crianças afetadas pela condição neurológica, com capacidade de atendimento do serviço é de até 45 famílias, para crianças de até seis anos de idade. No centro as crianças são atendidas em meio período ou por tempo integral (das 8h às 17h) e recebem todos os cuidados de alimentação, higiene e atividades ocupacionais que para trabalhar o desenvolvimento de suas capacidades motoras.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias